Metformina

Uso Transdérmico, o Pump Da Longevidade!

As doenças relacionadas ao envelhecimento estão entre ao principais causas de morte em países industrializados e a metformina tem sido avaliada por gerontologistas em triagens clínicas com alvo em longevidade. Pesquisadores do National Institute On Aging, EUA, realizaram uma revisão sobre o uso da metformina como um agente preventivo do envelhecimento. A metformina pode influenciar os processos metabólicos e celulares associados com condições crônicas como inflamação, esteatose hepática, dano
oxidativo, glicação de proteína, senescência celular, apoptose e o desenvolvimento de diversos tipos de câncer. Revisões recentes reportaram os efeitos geroprotetores da metformina e o seu elevado perfil de segurança.
Mecanismo de ação na redução do índice glicêmico e do IMC 
A metformina tem ganhado interesse clínico pelo seu potencial na redução do IMC. Muitos indivíduos lutam pela manutenção do peso após mudanças no estilo de vida e intervenções cirúrgicas. A terapia com metformina é sugerida para pacientes obesos, pois tem demonstrado reduzir a incidência de diabetes tipo II e apresenta um perfil de eficácia e segurança favorável em comparação com medicamentos para perda de peso. Além do seu efeito redutor do índice glicêmico, a metformina também promove a redução da ingestão de alimento, sendo esse seu primeiro mecanismo de ação na redução do peso. Seu efeito na redução de apetite aparenta ser multifatorial com mudanças na fisiologia do eixo hipotálamo-hipofisário, incluindo a sensibilidade à leptina e insulina. Novos achados demonstram que a metformina promove mudanças na fisiologia gastrointestinal e no ritmo circadiano, além de regular a oxidação e o deposito de gordura no fígado, músculo esquelético e tecido adiposo.

Benefícios

– Promove a perda de peso ;
– Reduz ingestão de alimentos;
– Age no sistema nervoso central;
– Reduz o apetite por atenuar a atividade da AMPK no hipotálamo;
– Diminui a expressão de NPY (neuropeptídeo orexígeno);
– Aumenta a expressão de POMC (neuropeptídeo anorexígeno);
– Melhora à sensibilidade à insulina e leptina;
– Aumenta os níveis de GLP-1 afetando a microbiota intestinal;
– Reduz depósitos lipídicos ectópicos (fígado e músculo esquelético);
– Aumenta a oxidação lipídica;
– Diminui a síntese lipídica.

A metformina reduz a ingestão de alimento e o peso corporal devido à sua ação direta nos centros hipotalâmicos, ocorrendo uma redução da saciedade. Podendo com isso influenciar os processos metabólicos e celulares associados às condições crônicas de envelhecimento.

Metformina e as vias metabólicas alvo na terapia antienvelhecimento

A metformina interage com os receptores para citocinas, insulina, IGF-1 e adiponectina, mecanismos que quando modulados, são associados com o aumento da expectativa de vida. Além disso, inibe as vias inflamatórias e ativa a AMPK, aumentando a inibição da mTOR, que aparentemente é um dos alvos principais na modulação do envelhecimento.

Sugestões de formulações

Metformina 50 mg a 100 mg
Pentravan® qsp 1 ml
Posologia: Aplicar 1 ml (pump dosador) 2 vezes ao dia no antebraço. Tratamento para 60 dias.

Metformina 50 mg
Resveratrol 50 mg
Pentravan® qsp 1 ml
Posologia: Aplicar 1 ml (pump dosador) 2 vezes ao dia no antebraço. Tratamento para 60 dias.

Posologia
50 a 100 mg 2 vezes ao dia ou conforme orientação médica.